TV perde cada vez mais anunciantes para a publicidade digital

Comentários (0) Destaque Home, Marketing, Tendência

Consultora de negócios, empreendedorismo e marketing digital, Ellen Moraes mostra que gastar milhões por espaços na TV ficou no passado

Já diz o velho bordão que propaganda é a alma do negócio. Os recursos mudaram e hoje não basta mais investir no comercial perfeito, é necessário saber onde veicular o material para ter o objetivo alcançado. Até poucos anos havia os canais, programas e horários nobres para a publicidade na TV, que poderiam custar milhões de reais, mas hoje os orçamentos estão mais enxutos e com resultados mais assertivos no mundo online. A TV passa por um processo de declínio de audiência e está perdendo espaço para a internet, que, por sua vez, oferece diversas facilidades, entre elas os meios de pagamentos mais facilitados para a divulgação de materiais, como cartão de crédito e boleto. A dica é da especialista em empreendedorismo e marketing digital Ellen Moraes. Ela elenca pontos para entender a dinâmica da internet e como ela vem se mostrando mais barata e eficaz.

Ellen Moraes, especialista em empreendedorismo e marketing digital.

1 – A propaganda online é acessível para todas empresas e negócios, dos pequenos aos grandes.

“Antes as propagandas só eram acessíveis para grandes empresas, hoje o advento da internet permite que um simples autônomo divulgue na mesma proporção e no mesmo canal que grandes marcas tradicionais”, destaca a consultora. 

2- Não é necessário uma agência de marketing e publicidade, você pode ser o seu agente propagador investindo nas plataformas digitais.

O Facebook Ads é a ferramenta que abrange o Instagram, o Facebook e diversos sites e apps parceiros. Já o Google Ads abrange YouTube, Google, e sites parceiros, ainda tem o Linkedin Ads. 

3-  Dados mostram que a atenção das pessoas está concentrada no online:

  • Segundo o Internet Live Stats, hoje, o Google processa mais de 3,5 bilhões de pesquisas por dia
  • Segundo o próprio YouTube, as pessoas assistem diariamente a mais de um bilhão de horas de vídeo e geram bilhões de visualizações. Mais de 70% do tempo de exibição do YouTube vem de dispositivos móveis.
  • Globalmente, as pessoas gastam quase 150 minutos por dia nas mídias sociais. Segundo pesquisa da GlobalWebIndex, o tempo gasto nas redes sociais mundialmente aumentou quase 60% em média nos últimos sete anos.
  • A televisão vem perdendo seu poderio de novos investidores pelo fato de que ela faz uma captação orgânica de clientes. Já as plataformas digitais, como Google e Facebook, possibilitam segmentar o seu público, até mesmo com interesses particulares, geolocalização, idade, sexo, profissão, data de aniversário, são inúmeras ad possibilidade de segmentação!  “Sem contar que você pode predispor de um orçamento mínimo para iniciar, ou seja, é acessível a todos”, salienta Ellen. 

4- Diferente de qualquer outra mídia, a internet fornece métricas e indicadores que possibilitam otimizar as campanhas publicitárias mesmo sem ter um conhecimento prévio na área.

Isso dispensa a necessidade de gastar valores astronômicos para entender se aquela mídia dá resultado ou não. “Você pode gerenciar suas campanhas com maior eficiência e adaptar conforme a sua necessidade, ainda é possível interromper o orçamento a qualquer momento”, explica.

Com informações de Raphael Lucca, da MF Press Global.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This