Tecido antivírus: inovação brasileira irá de roupas a banco de ônibus

Comentários (0) Destaque Home, Produção, Tendência, Vestuário

CHROMA–LÍQUIDO Tecidos Tecnológicos, joint venture formada entre o Grupo Chroma e a Líquido Indústria Têxtil, é homologada exclusiva da Rhodia, empresa do Grupo Solvay, para produzir artigos têxteis que utilizem o fio de poliamida Amni® Virus-Bac OFF, para todo o mercado automotivo, aéreo e ferroviário. Inovação genuinamente brasileira, o fio tem ação antibacteriana e antiviral com efeito permanente, inclusive para os vírus envelopados, como são classificados os vírus influenza, herpesvírus, coronavírus, entre outros.

A exclusividade da CHROMA–LÍQUIDO, que tem como sócios-diretores Luís Gustavo de Crescenzo, CEO, Naim Marof Hasan, COO, e Leandro Capucho, CFO, inclui diversas áreas. A automotiva abrange montadoras e cadeia de fornecedores, concessionárias, oficinas e indústrias de acessórios. A de transporte público e privado, ônibus urbano e rodoviário, incluindo rodoviárias e pontos de embarques. A ferroviária engloba metrô, trem, VLT, além de estações e pontos de embarque. O setor aéreo comporta aviões e aeroportos.

Segundo Luís Gustavo de Crescenzo, os artigos fabricados com o fio de poliamida Amni® Virus-Bac OFF podem ser utilizados em bancos de carros, ônibus, caminhões, aviões e outros meios de transporte, e também na confecção de máscaras, roupas e protetores, usados em concessionárias, oficinas, fábricas, entre outras aplicações.

Segurando as bobinas do novo fio, Luís Gustavo de Crescenzo, Naim Marof Hasan e Leandro Capucho (da esq. para dir.), respectivamente, CEO, COO e CFO da CHROMA-LÍQUIDO Tecidos Tecnológicos.

“O tecido produzido com o novo fio é o único indicado para uso profissional, por causa do efeito permanente da ação antiviral e antibacteriana, resistindo a atritos, higienizações e lavagens constantes, como exige os assentos do transporte público, o vestuário e o enxoval hospitalares e os uniformes das fábricas, por exemplo. Além de evitar a proliferação de bactérias e a transmissão de vírus por superfícies têxteis, possuem toque macio, conforto térmico, respirabilidade, facilidade de manutenção e secagem rápida”, afirma o CEO.

Projeções Chroma-Líquido

  • Faturamento: nos próximos 12 meses, estima-se que a nova unidade de negócio fature R$ 250 milhões.
  • Produção: cerca de duas mil toneladas de tecidos produzidos com o fio de poliamida Amni® Virus-Bac OFF, em 12 meses.
  • Contratações: inicialmente, realocações. Ao longo de 12 meses, geração de até 500 novos empregos.
  • Tamanho do mercado: potencial superior a R$ 5 bilhões.

Inovação Rhodia

O fio têxtil Amni® Virus-Bac OFF possui, em sua matriz polimérica, um agente antiviral e antibacteriano, o que garante um efeito permanente. Isso significa que a ação antiviral e antibacteriana permanecerá durante toda a vida útil do artigo têxtil, com a mesma eficácia e de maneira uniforme, mesmo em condições extremas de uso e manutenção.

A Rhodia, que acaba de completar 100 anos de Brasil, está integrada na cadeia poliamida no país, com laboratórios de desenvolvimento instalados em suas fábricas de Paulínia (SP) e Santo André (SP). A empresa é pioneira e líder sulamericana no desenvolvimento de polímeros, fios e fibras têxteis de poliamida, funcionais e sustentáveis.

Ao longo dos últimos anos, a empresa tem investido no aumento de seu portfólio de inovações têxteis de poliamida. As mais recentes são a microfibra Emana®, que ajuda a retardar a fadiga muscular e nos sinais de celulite; Amni® Soul EcoAmni® Soul Cycle, que são fios têxteis funcionais e biodegradáveis; e Rhodianyl® Eco, fio têxtil de poliamida sustentável aplicado em uniformes escolares e outros artigos têxteis e acessórios. Todos esses produtos atendem ao mercado interno e vários países da América Latina, Europa e Ásia.

“É uma enorme satisfação e um orgulho para todos nós da equipe Rhodia contribuir com a sociedade neste momento tão difícil. Desenvolvemos no Brasil em tempo recorde um produto eficaz no combate a propagação de vírus. É uma proteção adicional que nos ajuda a ter mais tranquilidade em transitar neste momento de reabertura das cidades, ao evitar que a nossa roupa e sapatos sejam um veículo de transmissão de vírus e bactérias, ao mesmo tempo em que bloqueia o transporte destes microorganismos dos lugares públicos para a nossa casa. Isto é, protege a todos nós, nossas famílias e a sociedade como um todo”, afirma Renato Boaventura, Vice-Presidente Global de Poliamida e Fibras do Grupo Solvay.

Com informações de Lilian Sanches, Grupo Printer.
Foto de capa: AnVr / istockphoto.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This