Startup utiliza inteligência de dados para auxiliar varejistas a diminuir desperdícios

Comentários (0) Destaque Home, Gestão

Sistema da maringaense Minus avisa quais produtos estão próximos do vencimento; indicadores apontam até 57% na redução de desperdícios

O desperdício de alimentos é motivo de preocupação no mundo todo e o Brasil está entre os dez países que mais desperdiçam alimentos. Estima-se que, da produção até a mesa, cerca de 30 a 40% de produtos como verduras, folhas e frutos sejam jogados fora. Antes da pandemia já se falava em 57 milhões de pessoas vivendo em condições precárias e com dificuldades alimentar no país. Em abril de 2021 o número saltou para 116,8 milhões.

O relatório com os indicadores de 2020 da pesquisa realizada pela Abrappe, Associação Brasileira de Prevenção de Perdas, identificou que empresas varejistas têm investido de forma mais efetiva na prevenção de desperdício, ao adotar o conceito de Perda Ampliada, onde as áreas de Prevenção de Perdas contribuem ainda mais para o aumento da rentabilidade e proteção do caixa. Dentre as principais atuações dessa área no varejo, há o Gerenciamento das Despesas (56%), Perdas Financeiras (48%) e Melhoria Contínua e Produtividade (40%).

Evoa Aceleradora.

Esse cenário motivou a Evoa, aceleradora que tem como missão fornecer preparação, apoio e desenvolvimento de empresas com potencial de crescimento exponencial, a apostar na Minus, uma startup do ramo de varejo que reduz perdas por validade vencida em estabelecimentos comerciais como supermercados e farmácias. Ambas se preocupam com o consumo consciente e estão atentas ao tema da fome no Brasil e no mundo. Juntas, querem ajudar a diminuir o desperdício de alimentos.

“Apostamos na gestão sustentável oferecida pela solução da Minus que utiliza a inteligência estatística para auxiliar lojista e cliente. O sistema aponta os produtos que estão próximos ao vencimento e calcula o valor de venda para que a loja não perca e o cliente possa adquiri-lo com preço promocional. Isso traz ganhos para todos, inclusive para o planeta”, comenta Matheus Lisboa Cesco, gerente executivo da Evoa.

O sistema desenvolvido pela Minus automatiza o processo de controle de validades em loja, atuando de forma integrada com o ERP do varejista. Com estatística e inteligência de dados, o aplicativo exibe para a loja os produtos com maior risco de vencimento na prateleira, e um colaborador alimenta o sistema com a atualização do estoque daqueles produtos. Com essa informação, a Minus exibe ao varejista uma estimativa de perdas e aponta as soluções para evitar o desperdício dos produtos identificados, seja uma ação promocional, de reorganização na prateleira, ou o anúncio do produto no site minus.eco.br, para que consumidores interessados possam adquirir o produto com preço menor antes que ele vença.

As perdas por validade vencida, são, segundo a ABRAS – Associação Brasileira de Supermercados – a principal causa de desperdício nas lojas do Brasil. A utilização de sistemas como o da Minus contribuem para redução de perdas por validade vencida, que podem variar entre até 35% e 57% por loja. O foco da startup é atender as necessidades de supermercados, atacarejos, farmácias e lojas de cosméticos.

“Os resultados são percebidos assim que o sistema é implantado. Geralmente nos primeiros dois meses já se percebe um índice alto de queda nas perdas. Com a rotina de utilização e a atuação preventiva os resultados tendem a se manter ou melhorar”, explica Giovane Calegari, Diretor de Operações da Minus.

Dona dos supermercados Cidade Canção, a paranaense CSD (Companhia Sulamericana de Distribuição) conseguiu reduzir em dois dígitos as perdas por validade vencida nas 12 lojas que adotaram o sistema da Minus no primeiro semestre de 2021. Com esse resultado, a rede decidiu adotar o sistema em todas as suas 60 lojas.

O monitoramento dos indicadores das lojas e a orientação e acompanhamento do dia a dia da loja traz benefícios em toda a cadeia produtiva, gerando não só economia e diminuição das perdas, mas também lucro para os lojistas.

Sobre a CSD:
A Companhia SulAmericana de Distribuição (CSD) iniciou seus negócios em 1977. Hoje ocupa a 18ª posição no Ranking ABRAS/SuperHiper 2020. É uma das 20 maiores empresas de varejo alimentar no Brasil, com 60 lojas e atuação no Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Presente em 29 cidades e quatro marcas: Supermercados Cidade Canção, Amigão Supermercados, São Francisco Supermercados e Stock Atacadista.

Sobre a Evoa:
A EVOA é a primeira aceleradora sem fins lucrativos do Estado do Paraná. Iniciou a atuação em Maringá e está expandindo para todo o Brasil com projetos de inovação corporativa e aceleração de startups. A aceleradora surgiu como um projeto de desenvolvimento regional que, através do apoio às startups e empresas com potencial de crescimento exponencial, busca garantir que todos os atores sejam ativamente beneficiados com empresas inovadoras, retenção de talentos, salários mais altos e pagamento de impostos. Mais informações em http://evoa.com.br/

Sobre a Minus:
Criada em 2019, a Minus foi idealizada como um negócio de impacto socioambiental, que visa ajudar estabelecimentos comerciais a reduzirem suas perdas com inteligência de dados e gestão em loja, e proporcionar aos consumidores produtos que ainda estão bons para consumo. Com atuação no interior do Paraná, São Paulo e Grande São Paulo, o foco são supermercados, atacarejos, farmácias e lojas de cosméticos. Em 2019 iniciaram atendendo 5 lojas. Um ano depois já eram 24. No primeiro semestre de 2021 fecharam com 103. A meta até dezembro de 2021 é atender 200 lojas. Mais informações: https://www.grupo.minus.eco.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This