Solução brasileira deve eliminar coronavírus de ambientes e comércios

Comentários desativados em Solução brasileira deve eliminar coronavírus de ambientes e comércios Destaque Home, Giro PME, Tecnologia

Utilizada em países como Estados Unidos e China, a eficiência da luz ultravioleta começa a ser reconhecida no Brasil. Empresa nacional desenvolveu e está comercializando aparelho que ajuda no combate à pandemia

A radiação ultravioleta (UVC) é uma realidade no combate ao novo coronavírus. Nos Estados Unidos, já é utilizada – em fase de testes – nos sistemas de transporte público da cidade de Nova York. A China também adotou o sistema, onde ônibus inteiros são desinfectados com a “luz azul”. Em Hong Kong, os aeroportos usam robôs que emitem os raios UVC para eliminar o vírus. Renomadas instituições, como a Harvard Medical School, já confirmaram publicamente a eficácia dos raios UVC para exterminar vírus e bactérias de ambientes e superfícies.

No Brasil, onde existe um déficit na quantidade de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para a segurança dos profissionais da saúde e pacientes para evitar o contágio da COVID-19, a radiação UVC se torna uma arma poderosa nessa guerra. Segundo a Associação Médica Brasileira (AMB), as denúncias sobre a falta de materiais ultrapassou a casa das 2.500, em vários municípios. Em São Paulo, hospitais já realizam testes do uso da radiação ultravioleta para livrar ambientes e equipamentos de microrganismos e agentes patogênicos. A boa notícia é que a eficácia desse procedimento pode ajudar a descontaminar também comércios, academias, casas e veículos do transporte público.

Uma empresa 100% nacional desenvolveu um aparelho portátil para eliminar agentes patogênicos do ambiente. Trata-se do SAVED’20, que funciona a partir de um sistema de lâmpadas que emite radiação eletromagnética UVC e mata os vírus e bactérias com eficiência de 99,9%. “Atualmente, a contaminação de áreas comuns ou de objetos e superfícies são um problema crônico tanto nos centros de saúde como em áreas corporativas em todo o mundo. O SAVED’20 é um produto 100% nacional, de alta tecnologia. Com ele, podemos descontaminar rapidamente ambientes de segurança para pacientes e profissionais de saúde na linha de frente no combate à pandemia. Uma área de 50m2 é descontaminada em poucos minutos. Pode ser usado em hospitais e consultórios e também em locais com alto tráfego de pessoas, como aeroportos, metrôs, ônibus, academias, lojas, restaurantes, por exemplo”, explica Patrícia Faulin, CEO da MACAM Tech, empresa responsável pelo desenvolvimento do produto.

Já está em uso em vários estabelecimentos

Lançado no final de abril, o equipamento já está em uso em diferentes tipos de estabelecimentos, de restaurantes a buffets, passando por transportadoras, lojas, estúdios de transmissão de vídeo, cartórios, entre outras. O novo equipamento é resultado de mais de 20 anos de trabalho com a tecnologia UVC. 

“Com o início da pandemia na China, agregamos todos os esforços da nossa equipe de engenharia e desenvolvimento para criar um equipamento que pudesse ser útil no combate ao coronavírus. Esse tipo de tecnologia já foi testada em várias universidades e institutos e, baseado em nosso know how, desenvolvemos o SAVED’20 para ser eficiente, com garantia de preservação da vida. Na fase final de desenvolvimento, efetuamos testes em consultórios e academias de São Paulo e confirmamos a total eficácia do equipamento, tanto que já fizemos as primeiras entregas do produto”, garante Marcos Correa, diretor do Grupo MACAM Tech.

Equipamento desinfectando uma academia de ginástica. (Macam Tech / Divulgação)

Resultados

Jacqueline Pivello, sócia-proprietária da Academia VO2 Personal, localizada da Vila Nova Conceição, na zona sul da capital paulista, usou o SAVED’20 para descontaminar o espaço onde faz atendimento individualizado de treinamento físico. “O uso do equipamento trouxe um sentimento de segurança para clientes e funcionários, permitindo a realização do nosso trabalho com mais tranquilidade”, afirma a empresária, lembrando de estudo publicado no portal medRxiv, segundo o qual o contágio pelo coronavírus pode ocorrer pelo ar, em partículas suspensas, mesmo sem o contato físico.

Especializada nas áreas de cardiologia, dermatologia clínica, cirúrgica e estética, a clínica Derma Cuore também fez uso do equipamento. “O SAVED´20 veio como uma forma de solução para podermos manter as nossas atividades com segurança, tanto para os profissionais, como os nossos pacientes”, atesta o médico Carlos Neto.

Segurança

O SAVED’20 é simples de operar e seguro. Por meio de um sistema inteligente da automação, detecta a presença de pessoas e, caso alguém entre no raio de ação do aparelho, ele é automaticamente desligado para evitar a incidência da radiação no corpo humano. Essa tecnologia é chamada de SmartStop. Toda a descontaminação é um processo frio, a seco, simples e efetivo, além de não gerar qualquer tipo de radioatividade ionizante. Outras vantagens são o fato de não deixar resíduos químicos, ser rápido, efetivo, de fácil uso e baixo custo operacional. 

Direto no DNA/RNA

A radiação UVC é responsável por ocasionar dano fotoquímico imediato no DNA/RNA, sendo, portanto, a principal radiação que causa o efeito germicida. Ele ocorre devido à absorção da radiação UVC pelo material genético dos microrganismos, tornando-os incapazes de se replicar e de causar doenças, mesmo estando metabolicamente vivos. Quando os microrganismos são expostos à luz UVC inicia-se um processo de destruição no material genético das células, o principal alvo da desinfecção por UVC. A ação microbiana de desinfecção UVC é comprovada cientificamente por pesquisas realizadas em laboratório e em ambiente hospitalar em países da Europa, Ásia e América do Norte.

Com informações de Doro Jr., ZDL Comunicação.

Área de comentários fechada.

Pin It on Pinterest

Share This