Referência em marketing de influência revela os 5 maiores erros no Instagram

Comentários (0) Destaque Home, Marketing, Tendência

“Instagram não é ‘só postar’. As redes sociais são canais que encurtam distâncias e conectam empresas com seus clientes em potencial”, explica a CEO da Jaffé Produções, que tem em seu casting grandes nomes como Marina Ferrari, Gabriella Lenzi, Carla Prata, Monick Camargo, entre outros
_

A jornada para crescer nas redes sociais não é fácil, muitos influenciadores demoraram anos para crescer, assim como outros viralizaram da noite para o dia. Não há uma regra específica, mas existem ações que podem te afastar ainda mais de conquistar um retorno positivo através das redes. A empresária Priscila Jaffé, responsável pelo sucesso de grandes influenciadores como Marina Ferrari (3,2M) e Gabriella Lenzi (1,4M), reuniu os principais erros cometidos no Instagram e como evitá-los.

“Muitas pessoas que estão no começo da sua jornada na internet acabam se apegando aos números de seguidores, com a falsa ilusão de que para ser um influenciador relevante, você precisa ter milhões de pessoas te acompanhando. Mas nem sempre o caminho mais fácil para conquistar esse público é o mais correto.  Muitos cometem falhas que são extremamente prejudiciais para sua carreira. Instagram não é ‘só postar’. Temos que ter em mente que as redes sociais são canais que encurtam distâncias e conectam empresas com seus clientes em potencial”, explica a CEO da Jaffé Produções, uma referência no empresariamento artístico no Brasil, trabalhando tanto com influenciadores digitais quanto com marcas que buscam presença no mercado digital.


1) Compra de Seguidores

  • Comprar seguidores pode parecer uma alternativa rápida e fácil para aqueles que querem crescer no Instagram, mas não é. Você só vai estar perdendo dinheiro. Muitos desses seguidores não são reais, não vão interagir com você. Além disso, você também corre risco de perder esses seguidores, porque, caso se trate de perfis fakes, possivelmente as contas vão ser removidas pelo próprio Instagram.

2) Patrocinar Sorteios no Instagram

  • Quem nunca viu uma super oportunidade de ganhar muitos seguidores da noite para o dia patrocinando um sorteio de algum influencer extremamente famoso? Tentador, não é? Pois é. Mas é muito importante ressaltar que a quantidade de seguidores não reflete no seu engajamento. Todas as pessoas que começaram a te seguir através desse sorteio, foram obrigadas. Já que para poder concorrer ao prêmio ofertado pelo influencer, precisam seguir o seu perfil, ou serão desclassificadas. Novamente, não passa de um número na sua conta, pois essas pessoas não estão lá por você ou pelo seu conteúdo, mas sim pelo prêmio, e raramente irão interagir ou gerar algum engajamento com o seu perfil.

3) Aplicativos de automação

  • Esses aplicativos são queridos por muitos, já que com uma simples configuração você consegue colocar sua conta para seguir outras automaticamente, com a expectativa que elas te sigam de volta. O grande problema é que a maioria das redes sociais possui um algoritmo que capta quase que instantaneamente quando esses aplicativos são utilizados, fazendo com que sua conta seja bloqueada, suspensa, ou reduzindo drasticamente seu alcance. Cada rede social tem a sua respectiva punição.

4) O chato do Instagram – SDV, Troco Likes

Na ânsia para conquistar audiência, muitas pessoas infestam fotos e vídeos de outros usuários com termos e hashtags como #sdv – segue de volta, #likeforlike – o famoso troco likes, #fb – follow back (sigo de volta), etc. Essa tática pode ser um tiro no pé. Ao invés de ganhar seguidores, você vai se tornar o chato do Instagram e desesperado por números. 

5) Postar várias vezes em curto intervalo de tempo

  • Postar muitas vezes em um curto período pode render uma penalização da sua conta por parte do algorítmo do Instagram. Existe um limite de publicações diárias para que o algoritmo consiga distribuí-las para um grande número de pessoas organicamente. A medida que você posta muitas coisas, as pessoas vão interagindo menos com as últimas postagens e o alcance das suas publicações vai diminuindo.

“O importante para crescer nas redes sociais é crescer organicamente, trabalhando bastante para gerar um conteúdo interessante e ser autêntico(a), verdadeiro. Seus futuros seguidores vão te seguir porque se identificam com você, gostam do seu conteúdo, e gostariam de te ter como um amigo próximo. A adoção de boas práticas joga a favor da sua estratégia”

Priscila Jaffé, empresária referência no marketing de influência

SOBRE A EMPRESÁRIA
Inspirada por sua avó, que foi empresária de artistas da música clássica, Priscila Jaffé, CEO da Jaffé Produções, se torna atualmente referência no empresariamento artístico no Brasil, trabalhando tanto com influenciadores digitais quanto com marcas que buscam presença no mercado digital. Ela iniciou a carreira em 2015, com a influencer Marina Ferrari, e hoje já carrega em seu portfólio grandes trabalhos e campanhas. Além de Marina – com 3,1 milhões de seguidores – nomes como Gabriella Lenzi, Leydi Paranhos, Carla Prata, Monick Camargo e Nathalia Lucena também escolheram a empresária para gerenciar sua carreira e integram o casting de sua empresa.
_

Com informações de Aline Nobre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This