Quem tem boca, vaia Roma

Comentários (1) Atendimento, Crônicas de Balcão

 C R Ô N I C A  | Por Georgeta Gonçalves
_____

Dois batons pelo preço de um. Certo. Vou levar.

Cor? Mate, marrom, café, por aí. Vermelho eu tenho mas só uso à noite porque dá um destaque especial aos códigos de barra. Quero um pra usar de dia. Ok. Espero.

A moça simpática está atendendo uma senhora Loireal que quer um batom que aumente a boca. Oi? Sim.

– É que minha boca é muito pequena, quero que fique maior.

A atendente está confusa. Olha o mico. Diz à boca pequena que precisa, talvez, passar uma base para redesenhar a boca.

– Então vê aí uma base.

Não assisto ao reboque, fico de costas para não rir. Só ouço. Quando percebo que a luta acabou, me viro para ver o resultado e engulo a gargalhada.

É tanto botox que para cremar a criatura será preciso um Estudo de Impacto Ambiental. Será o equivalente à incineração de plástico, com liberação de dioxinas e furanos na atmofera.

Na boca uma pasta pink circunda a boca cheia de dentes clareados à la Globo. Plin plin!

A vendedora parece exausta, mas sorri sob uma maquiagem leve, certamente exigida pela loja.

A Sra Botox Pink paga e sai.

Lembro que a Barbie é sessentona. Essa bonequinha tem sim um aspecto mágico. Ainda é ideal de beleza a ser seguido.

Compro meu batom e me ocorre que, apesar dessa dorzinha chata na lombar, dessa insistente barriga, das rugas de norte a sul, sempre vivi confortavelmente no meu corpinho. Nunca quis boca maior.

(E queremos mudar um país!)

One Response to Quem tem boca, vaia Roma

  1. Camila Hipólito Rodrigues Moreira da Silva disse:

    Boa! E eu teria assistido, dado muita risada, questionado como é possível aumentar uma boca só com base………Afff! Tem que ter muita coragem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This