Oito empreendedores que chegaram ao sucesso antes dos 35 anos

Comentários (0) Destaque Home, Empreendedores

Ter a perspectiva de uma carreira profissional em empresa ou no serviço público deixou de ser o sonho dos jovens brasileiros. Eles estão querendo, cada vez mais, a independência, se tornando empreendedores desde cedo

Uma pesquisa realizada pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2019, patrocinada pelo Sebrae, mostra que 66,7 dos brasileiros desejam ter o próprio negócio e 47% da população empreendedora tem entre 18 e 35 anos. Ainda de acordo com o levantamento, as duas maiores motivações para esses empreendedores iniciais são ganhar a vida porque os empregos estão escassos e fazer a diferença no mundo. Para 39,4%, é fácil começar um negócio no Brasil, e 46,4% acredita que nos próximos seis meses existirão boas oportunidades para se começar um novo negócio nas proximidades onde vivem.

Aprendendo a superar desde cedo os desafios de empreender, conheça os negócios de 8 jovens que chegaram ao sucesso antes dos 35 anos.

Pedro Rabelo e Tiago Amaral

Ambos com 26 anos, são fundadores da Bagy, plataforma que ajuda pequenos e médios varejistas a entrar para o e-commerce, de forma bem simples, oferecendo todo o suporte que um iniciante nesse ambiente precisa. Criada em 2017, a empresa mais que dobrou de tamanho durante a pandemia do coronavírus, saltando de 3500 clientes que tinha até março de 2020, para mais de 8 mil em julho, especialmente por conta de lojistas que tinham apenas lojas físicas e viram no varejo online um meio de sobreviver à crise. 

Felipe Buranello e Eduardo Pirré

Felipe Buranello, 32 anos, e Eduardo Pirré, 31, fundaram a Maria Brasileira, que hoje se consolidou como a maior rede de franquias multisserviços de cuidados e limpeza residencial e corporativa, com 284 unidades espalhadas por todo o Brasil e expectativa de chegar ao final do ano com 320 unidades. O negócio surgiu de uma necessidade própria de ambos empreendedores por serviços de faxina, carro-chefe da empresa, que também oferece outras 15 modalidades como passadeira, cozinheira, cuidador de crianças e idosos, pet sitter, passeador de cães, limpeza pós-obra, entre outros. Entre março e julho de 2020, período epidêmico no Brasil, foram vendidas 51 franquias da Maria Brasileira, comprovando o sucesso do negócio, mesmo em tempos econômicos desfavoráveis.

Fellipe Couto

Com apenas 24 anos, o empreendedor Fellipe Couto está à frente da Vulpi, fundada em 2016. A empresa surgiu de um projeto durante a faculdade, ainda como desenvolvedor. Ele foi direto ao ponto, pegou uma dor do mercado de RH, que é a contratação de profissionais de TI, e desenvolveu uma solução para resolvê-la, conectando empresas e candidatos, de forma automatizada e personalizada para as necessidades do cliente. Entre as companhias atendidas estão Samsung, Anima, MaxMilhas, Monetizze, Masp, Geru e Dr.Consulta. Hoje, além da plataforma de RH, a Vulpi possui uma área de educação, focada em preparar Tech Recruiters para o mercado. 

André e Anderson Gil

André e Anderson Gil são irmãos e fundadores da Followize, plataforma de gestão de leads e vendas que, atualmente, possui mais de 200 clientes e 5 mil usuários ativos. A empresa chegou ao mercado em 2014, quando André tinha 29 e Anderson 33 anos. Em 2019, a startup gerou mais de R$ 3 bilhões de faturamento para seus clientes, que são, em sua maioria, do setor automotivo. O software é homologado pela Hyundai e possui exclusividade com BMW e Toyota, além de estar em processo de homologação exclusiva pela KIA Motors do Brasil. Para 2020, a previsão é encerrar o ano com faturamento de R$ 5 milhões, já que a plataforma está conquistando novos mercados, como educação, seguros e saúde. 

Alex Monteiro

Sócio-fundador da Non Stop, maior agência de talentos digitais da América Latina, Alex Monteiro, 36, começou a empreender bem antes dos 30 e hoje é sócio de outros seis negócios, em sua maioria ligados à publicidade e entretenimento. Criada em 2015, a  Non Stop une a expertise de Alex e dos sócios  Kaká Diniz, Sergio Pitta, Klaus Cunha, Leonardo Pitta Pinho e Douglas Nascimento, planejamento e gestão de carreira, venda de shows, produção de conteúdo, publicidade e marketing de talentos artísticos nas principais plataformas (TV, Cinema, Teatro, Redes Sociais). Atualmente, a Non Stop tem em seu casting  alguns do maiores youtubers e influenciadores do país Whindersson Nunes, Tirullipa, Thiago Nigro, Simone (Simone e Simaria), GKay, Yuri Marçal e Dani Russo.

Com informações de Denise Almeida, Oliver Press.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This