Naming: o sucesso começa pelo nome da sua empresa

Comentários (0) Gene Explica

Entre uma das etapas mais importantes ao se criar um negócio, é também pensar em um nome para a sua marca ou o seu produto. É nele que estará toda a sua essência, princípios, valores e posicionamento. Você já parou para pensar nisso?

Contudo, criar um naming é uma tarefa das mais difíceis do marketing, afinal, ele poderá impactar de forma positiva ou negativa o mercado. Neste post vamos esclarecer alguns pontos que norteiam o tema.

O que é naming?

No conceito, naming é uma área do branding que tem uma das tarefas mais difíceis do marketing: nomear marcas, produtos e serviços, traduzindo sua essência, princípios, posicionamentos e valores.

É um recurso muito importante que faz com que quando as pessoas pensem no nome, elas lembrem da empresa, do produto ou serviço. É um nome que tem a ver com sua missão, sua mensagem principal, com o seu manifesto, com aquilo que você acredita. Não pode ser um nome totalmente solto, sem significado.

Qual a importância para o seu produto e para sua empresa?

O nome do seu negócio é um dos itens mais importantes para que você consiga se diferenciar e criar desejo nas pessoas. É bastante assustador a quantidade enorme de nomes genéricos de empresas que existem em todos os segmentos hoje no mercado.

Um nome é só uma palavra, mas quando você coloca uma essência atrás dele, tudo muda.

Por que o nome da empresa precisa ter significado? Porque pessoas se conectam com pessoas e não com uma empresa genérica que não tem personalidade.

Como criar um naming para a sua marca?

Com ajuda da área de marketing deve-se escolher um nome que tenha personalidade, que traduza um pouco da sua história, que tenha um significado por trás e que não possa ser imediatamente copiado pelo seu concorrente, pois nada tem a ver com a história dele.

Quais os cuidados na hora de criar um naming?

Tente evitar nomes autodescritivos, que entregam o ouro logo de arrancada. Cito alguns exemplos para mostrar isso. Eu gosto de ir a uma doceria no Sul do País que se chama ‘Pedaço do Céu’, onde você se sente nas nuvens ao provar os doces deles.

Minha dentista tem uma clínica chamada ‘Sharing’, que significa ‘compartilhar’ em inglês. Ela acredita que um sorriso bonito é a melhor forma de compartilhar felicidade com as outras pessoas.

Como diferenciar o seu naming no mercado?

Além de criar o nome, é importante trabalhar a marca para se diferenciar no mercado. E, para isso, hoje temos uma arma poderosa gratuita que são as redes sociais. A empresa precisa marcar presença no Instagram, fazendo stories, pois seu potencial de atingir pessoas é gigantesco, com custo zero. Já a presença em redes como Facebook e YouTube, eu nem preciso dizer: é obrigatória.

Com isso, você pode criar o ativo mais valioso que uma marca pode ter, que é a audiência. Seus seguidores vão querer acompanha-la, saber como ela pensa, como faz as coisas. É um trabalho de formiguinha, mas que vai crescendo aos poucos e rende um forte resultado, trazendo as pessoas para dentro da empresa.

É melhor ter 300 pessoas interessadas no meu vídeo do que ter 3 milhões de potenciais clientes. Se você tiver 1.000 superfãs que acompanham a marca, que viajariam para vê-la, que compram o que ela oferece, isso mostra que eles confiam em você e te indicam para todo mundo. E, com isso, o negócio vinga.
_

Fonte: Pedro Superti, criador do Fator X (método de diferenciação) e fundador e CEO da Para o Alto e Avante. Cursou administração de empresas na LDS Business College (EUA), Consumer Marketing no Japão e Estratégias Digitais nos EUA. Em mais de 20 anos de experiência já ajudou mais de 10 mil clientes a dominarem o mercado usando suas técnicas de diferenciação e posicionamento, que geraram mais de R$700 milhões em acréscimo de vendas diretas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This