Inovação: o papel fundamental da liderança e da cultura

Comentários (0) Gene Talks, Liderança

Por Jayme Alexandre Dias de Lima

As novas tecnologias exponenciais – assim chamadas pelo seu amplo e profundo impacto na vida das pessoas e nos negócios – estão incontestavelmente impondo um ritmo acelerado de mudanças na sociedade. Nós, como consumidores, temos acesso a muito mais informação do que jamais tivemos. Nossas expectativas quanto à personalização, acessibilidade e conveniência dos produtos, serviços e conteúdos que consumimos têm evoluído constantemente.

Além disso, estas tecnologias derrubam barreiras históricas dos diversos setores da economia, viabilizando a entrada de novos players muitas vezes vindo de outras indústrias e com modelos de negócios totalmente distintos dos tradicionais – os chamados concorrentes assimétricos.

Toda essa ebulição traz sim ameaças ao crescimento e, muitas vezes, à sobrevivência de algumas empresas. Porém, certamente também cria grandes oportunidades aos negócios que entenderem essa movimentação e tiverem agilidade para se reinventar, para inovar.

Quando se fala em inovação, há diversos mitos associados, entre eles, que o tema é apenas movido a tecnologia, ou relacionado exclusivamente à criação de novos produtos. Mas não é só isso, inovação vai muito além. Larry Keeley, coautor do livro Dez Tipos de Inovação, diz que a tecnologia representa apenas 2% a 5% da equação de uma grande inovação. Curioso, não é? Na verdade, o conceito envolve desde a criação de novos modelos de negócios até a geração e implementação de ideias voltadas à transformação de processos internos. Uma das minhas definições preferidas de Inovação é “fazer algo diferente e que gere um resultado melhor”. Simples como isso.

Assim, no âmbito organizacional, tudo começa pela forma com que cada pessoa enxerga seu papel em apoiar a empresa, não apenas na sua adaptação às mudanças do contexto, mas principalmente em moldar o futuro! Isso passa por um empoderamento pessoal e coletivo que permite imaginar novas possibilidades, desafiar o status quo – o estado das coisas, questionar as velhas práticas, abraçar opiniões divergentes e ousar experimentar, sempre visando um benefício maior. Porém, nada disso é possível se não existir uma cultura que estimule este modelo mental.

É aí que entra a importância e papel da liderança. Acredito que ela seja o principal catalisador desta evolução, já que a cultura é resultado do comportamento dos líderes em todos os níveis – a maneira com que tomam decisões, como lidam com “falhas”, o que valorizam e como reagem quando alguém do time demonstra um comportamento desalinhado à estratégia.
Na MSD Saúde Animal temos como pilares fundamentais da nossa cultura a Liderança Positiva, Inovação, Diversidade e Inclusão e Excelência na Execução. Tudo o que fazemos é norteado por estes valores.

Em 2020 foi criada a área de Estratégia e Inovação, que tem como um de seus objetivos desenvolver novas soluções que atendam aos mais diversos desafios e expectativas de nossos clientes, impactando positivamente a sociedade. Essa estratégia foi potencializada pelas recentes aquisições globais que originaram nossa nova unidade de negócios chamada MSD Saúde Animal Intelligence (MAHI), lançada no final de 2020 para trazer ao mercado tecnologias de ponta que resultam em melhor saúde e bem-estar tanto dos animais de produção, quanto dos nossos pets. Isso é, sem sombra de dúvidas, uma transformação sem volta no nosso mercado. Estamos construindo uma nova história, com novos horizontes.

Quero, portanto, finalizar este artigo propondo uma reflexão: o que sua empresa tem realizado para inovar? Por aqui, seguimos avançando cada vez mais em nosso propósito de melhorar a vida das pessoas e a saúde e o bem-estar dos animais!

Jayme Alexandre Dias de Lima é diretor de Estratégia e Inovação da MSD Saúde Animal.
_

Foto de RF._.studio no Pexels

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This