Dia do vendedor: uma das profissões mais antigas do mundo segue em alta

Comentários (0) Desenvolvimento Pessoal, Destaque Home, Vendas

Além da atuação no varejo, profissional pode adotar perfil empreendedor através da representação de produtos e serviços para outras empresas.

De acordo com a Federação Mundial das Associações de Vendas Diretas, mais de 4 milhões de brasileiros atuam como revendedores diretos das empresas brasileiras. Foi através destes profissionais, aliás, que mais de R$ 45 bilhões em volume de negócios foram movimentados no país em 2019, segundo a entidade. E neste 1º de outubro, Dia do Vendedor, os desafios da profissão vêm à tona, especialmente em um ano marcado por novos formatos de consumo.

Para o consultor empresarial e mentor Roberto Vilela, a transformação pelo qual a carreira do vendedor passa só foi acelerada pela pandemia. “Muitos fatores, especialmente os ligados à inovação, já permeavam a rotina destes profissionais e agora se tornaram obrigatórios. Há ainda aqueles que lutam contra as estratégias que consolidam o mercado de vendas, mas é impossível negar que há, cada vez mais, novas ferramentas e habilidades que precisam ser incluídas na rotina dos vendedores”, diz.

O consultor, que neste ano conduziu e palestrou em convenções 100% digitais, avalia que, especialmente na área da representação comercial, não há mais espaço para amadorismo. “Enquanto no varejo ainda há muitos profissionais atuando em uma espécie de trampolim da carreira, estando na área de vendas enquanto buscam outras oportunidades de trabalho, o representante faz carreira no mercado de vendas. Ele é um empreendedor que assume o desafio de ser o rosto e a voz da empresa para o mercado. No mercado B2B, este é um cargo altamente promissor, se for encarado com seriedade”, comenta.

Pontos de transformação para o vendedor

Vilela aproveita o Dia do Vendedor para destacar algumas mudanças no cenário comercial que devem ser consideradas por quem faz carreira no segmento:

  • Dados para a decisão estratégica: não basta apenas ter feeling para as vendas, é preciso unir trabalho e estratégia. Para isso, o consultor empresarial avalia que é essencial utilizar informações estratégicas para a melhor abordagem. Softwares de gestão de vendas, dados sobre o cliente, desenvolvimento de abordagem com base na evolução do mercado, uso de conhecimentos e conteúdos de Inbound Marketing ajudam o vendedor a criar uma rede fortalecida de informações para ter mais sucesso nos negócios. “Em um ano marcado pelas vendas digitais, entender e utilizar ferramentas tecnológicas para comunicação, prospecção e relacionamento é crucial. Seja o app de mensagem ou o sistema de gestão de leads, unir o universo digital com o analógico é urgente”, comenta.
  • Sem limitação de horário: observado o bom senso, é preciso entender que a pandemia trouxe uma nova realidade de mercado. O tradicional horário comercial teve suas barreiras quebradas com a evolução dos meios de comunicação e agora já não se encaixam na rotina empresarial. Ter flexibilidade para atender os clientes em horários fora do padrão é uma necessidade latente na área de vendas.
  • Criatividade, proatividade e atenção ao mercado: cada cliente terá necessidades específicas e nada como ser bem informado para garantir uma abordagem certeira. Estar atento à movimentação de mercado, bem como ter informações sobre o volume de produtos da empresa, evitando vendas sem possibilidade de entrega imediata, são questões que fazem parte da rotina do vendedor proativo.

Bônus: capacitação em alta

Entender as novas tecnologias é apenas um diferencial do vendedor de sucesso. Roberto Vilela diz que, em um momento de crise se destaca quem está mais capacitado. “Não tem outra maneira de ser bem preparador que não seja o estudo. O mercado oferece uma série de capacitações, inclusive gratuitas. Estudar sobre o mercado em que se atua, as inovações para o segmento e qual as novas preferências de consumo do cliente precisam ser ações rotineiras para quem quer ser bem-sucedido na área de vendas”, finaliza.

Com informações de Sabrina Hoffmann, da Trevo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This