Da TV para os negócios

Comentários (0) Franquia

Franquias agregam celebridades para conquistar clientes

Redes de franquias que agregam a imagem de celebridades às marcas aproveitam a credibilidade de artistas renomados para conquistar clientes e franqueados

Seja na apresentação de programas, interpretando personagens em novelas de grande audiência ou arrastando milhares de pessoas a shows musicais, não importa, a fama é sinônimo de sucesso e prestígio. Carreiras que, muitas vezes, demoram muitos anos para ser construídas, mas que refletem não só no sucesso junto ao público como também junto ao mercado.

No franchising não é diferente. Os últimos anos têm sido de expansão de redes em que há celebridades atreladas à marca, seja por meio de contratos de uso de imagem ou até mesmo como sócias da operação.

Na prática, isso abre a possibilidade de transferir toda a credibilidade da pessoa para os produtos ou serviços da franquia. “É como se a empresa já iniciasse seu processo de divulgação com a confiança dos seguidores e fãs da celebridade antes mesmo de fazer qualquer esforço de marketing de produto”, analisa o especialista em varejo da AGR Consultores, Roberto Vautier. Essa amarração, se bem planejada e direcionada para o público-alvo correto, pode tornar-se um diferencial competitivo no mercado.

ON E OFF

Além das celebridades aos quais estamos acostumados por conta do sucesso na TV, agora um novo público também ganha o status de “gente famosa”: com a explosão dos canais digitais (redes sociais e plataformas de vídeos), surgiram os influenciadores. E quando essa imagem – on e off – se complementa, fica ainda melhor.

Exemplo disso é a atriz Giovanna Antonelli. Em julho de 2018, ela acumulava uma legião de 7,4 milhões de seguidores no Instagram. A conta verificada (@gioanto) tem fotos do cotidiano da atriz ou de bastidores das gravações que contam individualmente com mais de 150 mil curtidas.

A força da imagem da atriz tem sido estrategicamente usada pela rede de clínicas de depilação e estética Giolaser. Atualmente, são 13 unidades em operação e a meta é atingir a marca de 200 unidades nos próximos cinco anos.

Giovanna é mais do que a “embaixadora” da marca. É sócia da operação e cheia de disposição para acompanhar o crescimento da rede de perto. “A Giovanna não é apenas uma celebridade que ‘empresta’ sua imagem para a Giolaser. Ela é envolvida com o dia a dia da operação, faz visitas às unidades da rede e quer saber de cada detalhe do negócio”, comenta o diretor de Operações da Giolaser, Sérgio Oliveira.

Desde março de 2018, a rede tem, além de Giovanna Antonelli, a empresária Carla Sarni na sociedade. Carla é inclusive uma expert no segmento de franquias, já que é a dona da rede Sorridents. As duas se conheceram quando a Sorridents estava em busca de uma embaixadora para a marca. “Nas conversas, elas perceberam que tinham muito em comum. A doutora Carla buscava novas oportunidades de negócio e Giovanna queria um parceiro para expandir sua rede de franquias”, revela o executivo.

A imagem da Giovanna Antonelli está em toda comunicação impressa, digital e faz parte do visual das clínicas. Ela também produz vídeos e faz postagens nas redes sociais, o que traz grande visibilidade para a marca, além de gerar interação com o público.

FENÔMENO

A quantidade de redes que estão incorporando a imagem de celebridades tem aumentado. Mas qual a leitura que se pode fazer desse movimento? Para o sócio-fundador e consultor da GPME Expansão e Estruturação de Negócios, Pedro Horta, as redes estão percebendo que a atenção do consumidor aumenta quando se associa a uma imagem que já “brilha” no seu inconsciente. “Em meio ao ruído de comunicação que vivemos, nesta corrida pela atenção do consumidor, quanto mais direta, positiva e espontânea for a percepção, maiores serão as chances de sucesso”, analisa Horta.

CAÇA TALENTOS

Se você está estudando o mercado de franchising, já deve ter ouvido falar sobre Sidney Kalaes. Além de presidente e fundador do Grupo Kalaes, ele pode ser rotulado – na melhor das definições – como um caçador de celebridades para operações de redes de franquias.

Sob o seu guarda-chuva estão bandeiras como Instituto Ana Hickmann, MaisLaser, Minutri e Brasil Canadá; todas ligadas a famosos. Kalaes tem feeling para esse tipo de negócio, tanto que redes nascem feitas para “a celebridade”.

Na rede que trabalha com cursos profissionalizantes e que leva o nome da ex-modelo e apresentadora da RecordTV foi assim: “Eu havia pensado em todo o projeto e no nome da marca, porém não conhecia pessoalmente a Ana Hickmann, mas tinha certeza de que esse projeto era a cara dela”, comenta Kalaes que complementa: “Após ter feito todo o escopo, fui ao encontro de um amigo que a conhecia e o negócio chegou às mãos dela, que o lapidou e o aprimorou com cuidados que só uma grande artista e mulher poderia fazer”.

Segundo Kalaes, Ana Hickmann é ativa em todo o processo: na implantação de novos cursos, definição de processos de atendimento e inovações. A primeira unidade foi inaugurada em maio de 2018, e até o fim do ano a expectativa é atingir a marca de 14 unidades e faturamento de R$19 milhões.

MAIS HICKMANN

Além da escola profissionalizante, Kalaes está à frente de outro projeto com Hickmann. Trata-se da rede de clínicas de depilação a laser Mais Laser. A apresentadora está ao lado de Wlamir Bello nesse negócio. “A Ana Hickmann participa de encontros com franqueados e até se coloca como consumidora, utilizando os serviços oferecidos em nossa clínica, e isso é altamente eficaz, uma vez que passa credibilidade aos consumidores”, diz Kalaes.

A parceria, que começou em 2018, está com uma unidade em operação e deve atingir a marca de dez até o fim do ano.

OUTRO LADO

Essa transferência do significado simbólico trazida pela celebridade pode ser positiva (credibilidade, empatia), mas também negativa. “Todo o poder de captar fãs e seguidores pode se transformar do dia para a noite em enorme problema em caso de uma má gestão de imagem por parte da celebridade em questão ou simplesmente de uma má escolha por parte da empresa”, justifica Roberto Vautier, da AGR Consultores.

A celebridade pode ter, por exemplo, uma legião de fãs que gostam e se identificam com o seu personagem atual na novela. Amanhã, essa pessoa pode viver uma vilã, trazendo contribuições negativas para uma eventual associação com a marca.

Vale lembrar que, independentemente da “figura” que ilustra a marca, abrir uma franquia requer uma série de verificações e análises por parte do futuro empreendedor (prazo de retorno, valor de investimento, fluxo de caixa, suporte ao franqueado, plano de expansão, perfil buscado para os novos franqueados etc.).

PAGANDO A CONTA

O especialista em varejo da AGR Consultores, Roberto Vautier, diz que, eventualmente, as franquias que trabalham com celebridades repassam ao franqueado um custo mais elevado de investimento. “Seja por entender que se trata de um diferencial competitivo que traz o endosso positivo à marca, seja por questões financeiras no caso se tratar de uma parceria que exige um alto investimento da empresa ou ambos”, conclui.


MAIS NO MERCADO

Brasil Canadá: franquia que oferece a todas as escolas de ensino privado do Brasil a implementação de um dos programas de ensino bilíngue que vai desde a educação infantil até o nono ano. O cantor, músico e compositor Rogério Flausino (vocalista do Jota Quest) é sócio do Brasil Canadá. Em 2018, a meta é ingressar em dez novas escolas e, em cinco anos, atingir 550 unidades, 115 mil alunos e um faturamento anual acima de R$125 milhões.

Minutri: rede de lojas especializada em comidas saudáveis, práticas e congeladas (prontas para consumo e sem conservantes), voltadas para toda a família, desde o público infantil, adulto e idoso até́ a linha pet. Tem entre os sócios o ator Murilo Rosa e sua esposa, Fernanda Tavares. A expectativa é abrir oito unidades e atingir um faturamento de R$6 milhões até o fim de 2018.


Franquias agregam celebridades para conquistar clientes
Crédito: Divulgação/ Spin

“É como se a empresa já iniciasse seu processo de divulgação com a confiança dos seguidores e fãs da celebridade antes mesmo de fazer qualquer esforço de marketing de produto”

Roberto Vautier, especialista em varejo da AGR Consultores


Franquias agregam celebridades para conquistar clientes
Crédito: Divulgação/ IEnotícia

“A Giovanna [Antonelli] não é apenas uma celebridade que ‘empresta’ sua imagem para a Giolaser. Ela é envolvida com o dia a dia da operação, faz visitas às unidades da rede e quer saber de cada detalhe do negócio”

Sérgio Oliveira, diretor de Operações da Giolaser


Franquias agregam celebridades para conquistar clientes
Crédito: Divulgação/ GComunicação

“Eu havia pensado em todo o projeto e no nome da marca, porém não conhecia pessoalmente a Ana Hickmann, mas tinha certeza de que esse projeto era a cara dela”

Sidney Kalaes, presidente e fundador do Grupo Kalaes


Franquias agregam celebridades para conquistar clientes

A força da imagem da atriz Giovanna Antonelli tem sido estrategicamente usada pela rede de clínicas de depilação e estética Giolaser.

Crédito: Divulgação/ IEnotícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This