Comunicação com máscaras: Como se expressar corretamente?

Comentários desativados em Comunicação com máscaras: Como se expressar corretamente? Boas Práticas, Gestão

A Consultora de Imagem e Comportamento Rachel Jordan explica como manter uma comunicação assertiva usando máscaras

Com a chegada da pandemia do coronavírus ao Brasil, alguns hábitos foram mudados drasticamente, e um deles foi o uso de máscaras. Um item de segurança utilizado antes somente por profissionais da saúde, agora virou um acessório de proteção obrigatório para todos os brasileiros, e não pretende ir embora tão cedo.

Dadas as circunstâncias atuais, as máscaras estão mais presentes em nossas vidas do que nunca, e é preciso saber como adaptar-se a elas da maneira correta, já que apesar de garantir nossa proteção, elas também possuem alguns pontos negativos, como a ocultação de nossas expressões faciais, dificultando a comunicação. 

Rachel Jordan, Consultora de Imagem e Comportamento explica: 
“Por cobrirem grande parte do nosso rosto as máscaras dificultam a transmissão de emoções e a  comunicação com outras pessoas. Elas escondem nossa expressão facial, que faz parte da nossa comunicação não verbal, ficando difícil ler expressões faciais e ver se as pessoas estão acessíveis, sorrindo, ou sérias com semblante fechado”. 

A comunicação é a base de qualquer relacionamento, seja na vida pessoal ou profissional, e as expressões faciais fazem parte deste processo. Pelas expressões da boca fica muito mais fácil identificar as emoções do interlocutor, e com a boca oculta pela máscara precisamos encontrar outras maneiras de defini-las.

Para Rachel, o segredo da comunicação facial neste caso está nos olhos.”Teremos que aprender a sorrir com os olhos. O contato visual é importantíssimo quando queremos transmitir ao outro que estamos atentos a ele. O gestual de cabeça nesta hora também é importante pois vai complementar esta ação”.

Além dos olhos, também é importante observar as sobrancelhas, já que elas também transmitem mensagens. A partir do formato da sobrancelha é possível identificar traços de personalidade e emoções. “As sobrancelhas com design mais curvo transmitem mais acessibilidade do que as com design de linhas mais retas e diagonais”, exemplifica Rachel.

Especializada em imagem, comportamento e protocolos internacionais, Rachel Jordan é a atual presidente da Associação Internacional de Consultores de Imagem (AICI) Chapter Brasil. Instrutora e palestrante, Rachel orienta pessoas e empresas em temas relacionados a imagem profissional, pessoal, comportamento, etiqueta social, etiqueta corporativa, dress code e protocolos internacionais, aplicando técnicas desenvolvidas através de suas experiências. Rachel também ministra cursos presencialmente e online sobre os temas citados acima, dentre eles, o curso de online de dress code profissional, que está com inscrições abertas pelo link: 
https://racheljordan.com.br/cursos-online/

Área de comentários fechada.

Pin It on Pinterest

Share This