Aula de delivery ensina a empreender na modalidade

Comentários desativados em Aula de delivery ensina a empreender na modalidade Franquia

Rede de ensino profissionalizante criou um portal com conteúdo diários extras e lives com cases de sucesso

Durante a quarentena, milhões de pessoas estão em casa para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus. E com isso, diversas redes de franquias passaram a adaptar seus negócios para continuar prestando serviços de excelência para seus consumidores. 

O Instituto Gourmet, maior rede de ensino profissionalizante em gastronomia, desde o início da pandemia passou adotar diversas ações para incentivar que seus alunos ganhasse uma renda extra nesse momento de crise. 

“Começamos a criar conteúdo diários extras com receitas e dicas rápidas para abastecer nossos alunos e estimular para que eles continuem praticando em casa”, comenta Robson Fejoli, sócio diretor da rede.

A rede que possui 7 cursos em sua grade, além de ensinar o bê-á-bá da gastronomia também instrui seus alunos como empreender e precificar seus produtos. Com a pandemia e a alta do delivery, a rede adicionou tópicos que reforçam a importância da modalidade e a praticidade que ela traz no âmbito gastronômico.

“Durante nossas lives trazemos cases de sucesso que estão vendendo no bairro, condomínio onde mora e aqueles também que iniciaram o trabalho com delivery justamente por conta da pandemia. Enviamos para todos os franqueados para que eles reforcem e divulguem para os alunos, manuais explicativos de como abrir MEI e como se cadastrar em diversas plataformas delivery”, comenta.

Como é o caso da aluna Juliana Ferreira que estuda na rede há 1 ano. Em 2019, a confeiteira descobriu que sua filha Íris estava com uma elevação na taxa de triglicerídeos, e com isso precisou reduzir drasticamente a quantidade de carboidratos e cortar todos os tipos de doces que a filha costumava comer. “Era muito triste levar minha filha para festas e perceber que ela não podia comer quase nada”, comenta Juliana. 

Ela começou a buscar doces que suprisse a necessidade de sua filha e percebeu que esse era um mercado pouco explorado. Juliana ingressou na unidade do Instituto Gourmet em Recreio e criou a Íris Cakes, uma confeitaria funcional que vende brownies lowcarb e doces salgados.

Com a pandemia, ela passou a trabalhar com delivery e suas vendas estão crescendo gradualmente. “O Instituto Gourmet dá todo o suporte necessário, principalmente agora com a plataforma online, os assuntos esclarecedores nas lives, os conteúdos nas mídias sociais e a visibilidade que está dando para muitos alunos mostrarem seus trabalhos através das lives”, finaliza.

O Instituto Gourmet foi fundado em 2014 por Lucilaine Lima e Robson Fejoli, em 2015 com a entrada do sócio Glaucio Athayde, formataram e testaram o modelo de negócio para o franchising. A expansão da rede começou 2017 e desde então segue em constante crescimento e, só no ano passado, o Instituto Gourmet comercializou 88 unidades e obteve um faturamento de R$ 45 milhões. Com a sociedade com o Grupo SMZTO, a meta da rede é comercializar 100 unidades e atingir o faturamento de R$ 70 milhões de reais, além de lançamentos de novos cursos.

Com informações de Ana Paula Lima, LuckyCom / Foto de capa: Anna Shvets

Área de comentários fechada.

Pin It on Pinterest

Share This